sábado, 22 de abril de 2017

Devemos Sempre Ouvir o que o Senhor tem a nos dizer.

Jeremias 25.3-7


            Este capitulo trata de algumas verdades e alertas que formam transmitidas pelo profeta Jeremias ao povo de Deus, a nação de Judá. O profeta Jeremias nasceu por volta do ano 645 a.C, era de uma família sacerdotal e viveu na aldeia de anatote (1.1). Recebeu o seu chamado por volta de 627 a.C, quando tinha aproximadamente apenas 18 anos de idade. Foi contemporâneo dos profetas Sofonias (1.1), Habacuque (Hc 1.6) e Ezequiel (Ez 1.2). Profetizou durante os reinados dos reis Josias, Jeoaquim e Zedequias. Seu nome significa “O Senhor é Exaltado”. Seu ministério durou cerca de 40 anos.
                  No texto em questão, está registrado a profecia de que Judá passaria Setenta anos cativos na Babilônia, seriam setenta anos sem ver a sua terra amada, sem cultuar no seu tá amado templo e para piorar a situação, eles teriam um rei pagão que reinaria sobre eles. O que levou o povo a esta calamidade, foi o fato de fecharem os ouvidos as Palavras de Deus reveladas e proferidas pelos profetas. 

  I.        DEUS SEMPRE FALOU AO POVO – Jr. 25.3-6


a.    Jeremias fala que durante 23 anos e até aquele dia, havia anunciado a palavra de Deus ao povo de Judá, v.3a. – durante esse longo período, Jeremias nunca deixou de anunciar a Palavra de Deus a Judá.

b.    Jeremias nos informa que começava anunciar a Palavra de Deus de madrugada, v.3b. – Jeremias foi um exemplo de mensageiro fidelidade e perseverança da palavra de Deus.

c.    Poucos missionários e pregadores tem essa disposição e persistência.

d.    Deus sempre tem enviado mensageiros a seu povo

 II.        NÃO OUVIR A VOZ DE DEUS, TRAZ COMO CONSEQÜÊNCIA O CATIVEIRO – Jr. 25.7-14.

a.    Jeremias foi perseverante em proclamar a Palavra do Senhor ao povo, mas apesar de sua persistência, o povo se recusou a escutar, a obedecer, v. 3b, 4, 7, 8.
b.    Deus sempre falou ao povo, através dos seus servo, os profetas (v.4).
c.    Deus não desejava que o povo sofresse, mas que se arrependesse e se convertesse a Ele (v.5).
d.    Caso não houvesse arrependimento, o povo sofreria o justo castigo divino (Vs 8-14).

III.        DEUS CONVIDA O POVO AO ARREPENDIMENTO E CONVERSÃO. 
a.    Diante de todas as Palavras e ameaças feitas pelo Senhor através dos seus servos os profetas, o povo foi convocado a um real arrependimento e retorno para o Senhor, v. 5.
b.    Os pensamentos de Deus para o povo, eram pensamentos de paz e recompensa, se tão somente buscassem ao Senhor de todo o coração – Jr. 29.11-13.
c.    Ao ter um reencontro com o senhor, o povo teria a sua sorte mudada (Condenação) e invocaria ao Senhor, oraria ao Senhor e teriam suas orações ouvidas, vs. 14, 12.

CONCLUSÃO:
Esta mensagem nos ensinou que:

a.    Deus sempre enviou os seus servos, os profetas a falar a sua Palavra ao povo, para:

a.    Trazer o povo ao arrependimento,

b.    Convertê-los dos seus maus caminhos

c.    Conduzi-los em santidade

d.    Deus tem enviado seus servos para pregarem sua Palavra a igreja, para:

a.    Edificar e trazer o povo ao arrependimento,

b.    Converter através da Palavra,

c.    Conduzir a igreja em Santidade.

e.    As consequências se não dermos ouvidos as Palavras de Deus:

a.    Deus tem oferecido seu amor e seu perdão a todos que ouvem sua Palavra,

b.    O tribunal de Cristo, em breve será evidente a todos, 2 Co 5.10; Hb. 10.26-31;

c.    Como é relatado no livro do profeta Jeremias, podemos ver a confirmação ainda hoje, que Deus sempre tem falado a sua Palavra a todos, primeiro através dos profetas e hoje o próprio Cristo tem falado através dos seus servos, os pastores (Quando estes são fiéis). Hb. 1.1,2.

Que Deus aplique a sua santa Palavra aos nossos corações e que venhamos ser
transformados por ela.


Pr. Davi Gomes do Nascimento


____________________________________________________________
Sermão pregado no dia 23 de Abril de 2017 na IPF de São José do Egito-PE
      I.        

Nenhum comentário:

Postar um comentário